domingo, 30 de setembro de 2012

[...]



















São os resmungos e barulhos que gritam por aí essa saudade inexorável,
essa ilusão imensurável, um amor que mais se parece com um pedaço de papel amassado escrito eu te amo.






















[junior ferreira]

Um comentário:

  1. Rasmungos todos dentro de nós. Tão longe e tão fora e tão perto.

    ResponderExcluir